Notícias

Profissional da TI se aposenta e deixa como legado a estruturação digital da Jucetins

22/10/2019 - Philipe Ramos/Governo do Tocantins

No dia 19 de outubro comemorou-se o dia do profissional da Tecnologia da Informação. A profissão é de extrema importância para a Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins), pois para facilitar e simplificar a abertura de empresas é imprescindível que o órgão disponibilize online os processos de formalização. 

A Jucetins além de gerir a rede Simplifica, que extinguiu a peregrinação do contribuinte em vários órgãos, também já adota a certificação digital para que os atos de formalização aconteçam na internet, sem o cidadão precisar sair de casa. Isso diminui o tempo da abertura de empresas para questão de minutos.

Está claro a importância da tecnologia para facilitar o desenvolvimento econômico do Estado. E um profissional da TI da Jucetins se destacou no órgão a partir de 1997, mas agora se despede. Ricardo Oliveira participou de toda estruturação digital da Jucetins, desde quando a internet ainda era de difícil acesso, até chegar nos dias de hoje, em que tudo está na rede mundial de computadores. 

Estruturação da Jucetins digital 

Ricardo se aposenta, mas deixa uma grande contribuição para a Jucetins. “Foi uma das pessoas responsáveis por estruturar toda a parte de tecnologia da Junta Comercial, então foi uma satisfação ter trabalhado com ele e trocado ideias e tantas experiências com ele”, diz o analista em Tecnologia da Informação e coordenador da TI da Jucetins, Helivan Lopes. 

Ricardo conta que começou a trabalhar com TI nos anos 90, como opção de mudança de ramo profissional. Ele era bancário e queria era algo novo, desafiador e que tivesse poucos profissionais na área. “No início foi empolgante e difícil. A Junta não tinha quase nada de TI, e com o decorrer dos anos conseguimos nos tornamos exemplo para várias juntas no país”, explica Ricardo.  

Ele afirma que a Jucetins o tornou um profissional altamente qualificado. “Pelo fato de mexer com tecnologia convivi com todos os servidores da Junta, os que já saíram e os novos, isso me fez ver e trazer comigo o quão importante são as amizades, a união e a força que nós temos para superar dificuldades”, destaca Ricardo.

“Agradecemos o imenso serviço prestado por Ricardo. Ele de fato deixou um legado impressionante para a Jucetins e somos muito agradecidos por isso”, disse a presidente da Jucetins, Thais Coelho.

As opiniões de Hellivan e Ricardo sobre a importância do profissional da TI:

“Ser profissional de tecnologia é muito mais que trabalhar com máquinas e equipamentos, é trabalhar com processos e com pessoas. É fazer a interligação entre a máquina e o ser humano. É inovar, é buscar soluções para o cotidiano, então ser profissional de TI hoje é algo muito importante porque com as mudanças tecnológicas que estão acontecendo no mundo, é uma peça fundamental para que essa inovação seja feita de forma correta e leve benefícios para a comunidade”, Hellivan Lopes. 

“Eu sempre disse e continuo a dizer: em qualquer instituição seja pública ou privada, quando a área de TI e valorizada e respeitada a tendência é a instituição ser bem sucedida. O trabalho de TI não é um produto fim, como é interpretado pela maioria dos gestores públicos ou privados, é um produto continuado com início, meio e fim”, Ricardo Oliveira.